Os Cinco Elementos

Quando falamos sobre o Feng Shui e as técnicas para harmonização de espaços, devemos lembrar que só existem devido a influência dos elementos presentes na natureza. Quando estas técnicas foram criadas, os estudiosos da antiga China, preocupados em copiar os padrões de energia fornecidos naturalmente, observaram a forma como tudo é criado no universo. Perceberam que há uma relação positiva entre os elementos, onde cada um deles fornece um padrão energético que possibilita a evolução e o desenvolvimento do próximo, assim como há uma relação oposta e negativa, onde um elemento é capaz de anular o crescimento do outro, interferindo nos padrões energéticos pré-estabelecidos.

Os elementos são a Água, o Fogo, a Terra, o Metal e a Madeira, componentes que criam e estruturam a maior parte da matéria. Quando sua relação é positiva são a base para o bem estar e a prosperidade geral.

Podemos entender que o centro de nosso planeta é composto por magma, uma espécie de rocha fundida, que quando expelida pela terra, cria a lava, portanto fogo. Nessa relação percebemos que o Elemento Fogo dá vida ao Elemento Terra.

Da terra é que extraímos os sais minerais essenciais para a saúde dos ossos e para a criação dos metais, portanto o Elemento Terra cria o Elemento Metal. O metal, por sua vez, é um elemento sem poros e maciço, capaz de transportar outros elementos, então o Elemento Metal conduz o Elemento Água. A água é primordial para a vida no planeta e sustentadora de todos os elementos vivos. Nessa relação, o Elemento Água é que possibilita o desenvolvimento do Elemento Madeira, que por sua vez serve de alimento para o Elemento Fogo, dando continuidade à todo o ciclo.

No aspecto negativo a madeira destrói a terra com o excesso de árvores. A terra é capaz de represar e limitar a água, enquanto essa é responsável por apagar a intensidade e o brilho do fogo. O fogo então derrete o metal, que tem o poder de cortar a madeira, completando o ciclo de destruição entre os elementos.

De acordo com as técnicas de Feng Shui seria primordial uma análise do local a ser trabalhado, compreendendo a relação criada entre todos os principais elementos de uma casa. Para facilitar o trabalho entra em cena uma ferramenta mapeadora de espaços conhecida como Baguá. O Baguá é uma figura octogonal que é aplicada seguindo as medidas da construção e divide a casa em nove aspectos de importância para a vida dos seres humanos: trabalho, espiritualidade, família, prosperidade, fama, relacionamentos, criatividade, amigos e saúde. Cada um deles é representado por um elemento e sua disposição cria o ciclo construtivo entre eles, onde um espaço da casa é capaz de aumentar o padrão de energia do próximo e assim fazer com que toda casa vibre a prosperidade e o bem estar.

Nessa semana apresento à vocês os cinco elementos de poder e suas respectivas ativações, para que compreendam sua importância e possam se beneficiar com suas excelentes vibrações:

Elemento Fogo: O fogo é o elemento da criação, da paixão, do calor e da espiritualidade. Na casa é representado pelas velas, luzes, lareira e o principal dos componentes, o fogão. Considerado o “Deus” da casa, é através dele você modela o alimento e o prepara para o consumo, recriando a forma como o criador também dá forma à tudo que existe no planeta. Com essa informação é primordial cuidar bem de seu fogão, independente do tempo de uso. Nenhuma boca deve estar obstruída, sem vazamentos e problemas. Tudo deve funcionar perfeitamente para dar vida e formar a prosperidade no lar.

Elemento Terra: Dá sustentação, fornece segurança, confiança e conforto. Na casa é representado pelo barro, tijolos, cerâmica, pedras e cristais. Posicione uma bela peça de cristal ou um quartzo branco na entrada de sua casa para aumentar as boas vibrações e movimentar as energias positivas.

Elemento Metal: É sólido e serve de transporte para outros elementos. Simboliza a amizade, as boas viagens, a atração da boa sorte e dos bons pensamentos para o lar. São representados pelos metais existentes nas tubulações, nos acabamentos e estruturas da casa. O cobre é um dos exemplares mais especial, pois além de filtrar energias nocivas é capaz de elevar o padrão energético da casa, providenciando saúde e bem estar aos seus moradores.

Elemento Água: Amplia as emoções e os sentimentos. Representa a paixão pela vida e o fluxo que se segue em direção as conquistas e a prosperidade. É trabalhada a partir dos aquários, fontes, vasos com flores e plantas em água. Filtra as energias mais densas purificando os ambientes contra as energias negativas. Ter uma mini fonte em constante movimento é promover a limpeza e atrair a riqueza para os espaços.

Elemento Madeira: Simboliza o crescimento e a flexibilidade para lidar com os problemas e obstáculos. Na casa é representado por móveis, esculturas, acessórios e plantas. O Bambu é símbolo de riqueza e da força, sendo excelente para ser plantado em vasos ou em um jardim próximo a entrada principal da casa.

Uma excelente semana à todos,

Luz e Amor
Luiz Netto

Comments are closed.