Harmonização de Espaços

O termo “Feng” significa vento, enquanto “Shui” simboliza água, dois elementos presentes em abundância em nossas casas. O termo “Feng Shui” significa harmonia entre os elementos, que quando bem posicionados e trabalhados em um espaço, criam um padrão vibracional ampliado capaz de atrair todas as boas vibrações para onde possam fluir com equilíbrio e harmonia.

O Feng Shui foi criado há mais de três mil anos na Antiga China, onde filósofos buscavam retratar o mesmo padrão energético de evolução, criado pela natureza, para dentro de suas construções. Como resultado, técnicas foram criadas para que, mesmo protegidos dos fenômenos da natureza, como o vento e tempestades, calor e frio, estações do ano, o homem ainda pudesse viver em contato direto com essa natureza, ponto de sua origem, dentro de suas habitações.

O trabalho do Feng Shui é analisar o caminho dessas energias nas casas, criando as correções necessárias para que seus fluxos possam circular de forma harmônica e equilibrada e realizar, através de um mapa divisor, conhecido como Baguá, as sugestões para a ativação de nove aspectos favoráveis que compreendem seu dia a dia e são de extrema importância para que realmente possamos conquistar, cada vez mais, a sabedoria e a prosperidade em sua vida.

Sua casa é um espelho de seus pensamentos, sonhos e desejos. Retrata claramente sua visão de mundo e a forma como sente e percebe o Universo. Acontece que em torno de sua casa, todos os tipos de energias circulam livremente pelo Cosmos, como a energia de amor, crescimento, sucesso, realização e saúde, mas também as vibrações de raiva, rancor, mágoas, doenças e infelicidades.

Quando realizamos um trabalho empregando as técnicas de Feng Shui, somos capazes de perceber quais energias são atraídas pela casa, aumentar seu padrão energético através das famosas “curas” (transformações nos caminhos das energias) e transformarmos a casa em uma grande “ANTENA” captadora de todas as boas vibrações existentes no Universo. Isso fará com que a casa e seus morados, sejam protegidos do contato com as energias mais densas e negativas, que agora não mais fazem parte do padrão energético da casa, melhorando seus padrões e aumentando suas qualidades de vida.

Com isso, uma grande energia, já adquirida por nosso corpo e conhecida como “Chi”, prevalecerá em grande quantidade no interior das casas, o que também aumentará o poder energético dos espaços e portanto, de seus habitantes.

O “Chi” ou “Sopro Divino” é manifestado toda vez que respiramos. Ao inspirar o ar, além de oxigênio, também atraímos o Chi, responsável por nosso padrão vibracional energético, o que reforça nossos campos de energia ou chakras, fazendo com que possamos nos reabastecer energeticamente e criar vitalidade para nosso corpo físico, mental e emocional.

O que ocorre em uma casa é que, alguns fatores como vigas, quinas e escadas mal posicionadas; banheiros e cozinhas em regiões inapropriadas; o uso incorreto da disposição de móveis e cores na casa; as relações entre portas, janelas e móveis; a forma da casa e sua localização, além de outros fatores, são situações que podem ocasionar a absorção de somente uma parte deste Chi, o que traz a queda de nossos campos energéticos e portanto, dificuldades para se atingir a harmonia, o crescimento e a prosperidade.

Sem essa vitalidade e reforço energético, somos levados às situações difíceis e negativas onde situações desfavoráveis como as doenças, o desânimo, a falta de vontade, de prosperidade, conhecimento, amor e vitalidade fazem parte de nossas vidas, sem que percebamos que é exatamente um reflexo da casa que moramos e de suas estruturas energéticas.

Luz e Amor a todos,
Luiz Netto

Comments are closed.