Quartos de Crianças

O quarto  é um ambiente para se relaxar e se recuperar as energias gastas durante o dia, mas está associado à forma como vemos o mundo. Se levarmos em conta que montamos o quarto usando referências de nossa personalidade, iremos entender que o ambiente reflete exatamente a forma como nos expressamos e sentimos a vida. Se fomos nós que escolhemos como montar os quartos das crianças, imprimimos muito da forma como queremos que os filhos sejam e, talvez nesse caso, exigimos além do que possam compreender as crianças. “Arrume seu quarto! Não faça bagunça! Não deixe nada espalhado!” Sim, essas são algumas das frases mais ditas por nós na intenção de educar e ensinar o cuidado que devem ter com o que é de sua responsabilidade. Mas até que ponto não influenciamos na individualidade dessas crianças?

Se o espaço foi escolhido e elaborado por elas, a coisa muda de figura. O quarto se torna a primeira propriedade adquirida e conquistada pelos pequenos, que se sentem mais livres para manipularem o ambiente como bem entenderem. Não que a responsabilidade e o cuidado não estejam na lista de tarefas,  pois essa regra é primordial para criar futuros adultos com boa estrutura e educação. Mas se são os próprios que ditam a forma como o espaço será criado, o ambiente estará mais conectado com seus sonhos e desejos.

É claro que ainda pode ser cedo para entender como montar um espaço prático e funcional, e é nesse ponto que as crianças devem contar com a ajuda e o auxílio dos pais. Mas na escolha das cores, objetos e na “temática” que deve existir no espaço, procure colher o máximo de informações possíveis que tenham a ver com o gosto pessoal da criança, priorizando seu modo de ser e sentir esse espaço criado para chamar de “seu”.

Nessa semana apresento algumas dicas que irão auxiliar muito no trabalho com as energias dos quartos infantis, para que as crianças cresçam felizes e se sintam realizadas em seus espaços. Acompanhem:

– Ao escolher um quarto para crianças, procure pelo mais iluminado e arejado. Os pequenos precisam de mais energia para se desenvolverem e nada melhor que o ar fresco e a luz do Sol para ajudar nesse processo. Agora, se o quarto escolhido recebe a luz solar da tarde, as energias podem estar desgastadas e prejudicarem o sono das crianças. Para corrigir o efeito, compre um prisma d’água e o carregue com água mineral. Esse é um elemento específico do Feng Shui, fácil de ser encontrado e que irá neutralizar os efeitos nocivos do Sol da tarde. Pendure-o na janela ou porta por onde passa o Sol.

– No desejo de empregar cores nos ambientes, prefira mais as quentes, como vermelho, laranja e amarelo, diluídas ou em tons mais fechados. Se preferir as cores frias, como verde, azul e violeta, evite os tons diluídos e escolha os mais vibrantes. As cores frias em tons pastéis são as menos indicadas para quartos de crianças, pois criam ambientes depressivos e podem gerar timidez e introspecção nos pequenos. Os tons de amarelo são coringas para esses espaços, facilitando a comunicação e aumentando a capacidade mental e criativa.

– Evite alinhar camas com portas e janelas. Se o espaço for pequeno e isso não for possível, utilize uma cortina ou persiana nas janelas. Ao lado das portas, utilize uma luminária e, se o problema ainda for a falta de espaço, pendure uma esfera de cristal multifacetado no centro do batente da porta. Essa disposição influencia no bem-estar físico e na reposição de energias. Sem a devida “cura”, pode gerar debilidades nesses aspectos.

– Se o quarto for compartilhado entre irmãos, utilize camas separadas ou bicamas. Evite beliches pois também podem influenciar no padrão do sono e ainda causar problemas físicos. A criança que dorme na cama de baixo carrega uma forte tendência à ser mais fechada e sua comunicação é debilitada. Já a que dorme em cima pode apresentar problemas respiratórios e até claustrofobia.

– Em camas com gavetas, evite guardar brinquedos ou outros elementos como livros, plásticos, metais ou eletrônicos. Nesses espaços, prefira depositar materiais mais leves e que possam ser manipulados constantemente, como tecidos e roupas.

– Se a cama for posicionada embaixo de uma prateleira ou armário, essa disposição pode gerar dores de cabeça e enxaqueca. Isso ocorre devido ao excesso de energias acumuladas em espaços pequenos. Para sanar o problema, posicione uma luminária ao lado da cama ou na parede da cabeceira, com a luz voltada para o alto. Isso irá regular o fluxo das energias que circulam nesse espaço.

Uma excelente semana a todos,

Luz e Amor

O Equilíbrio das Cores Frias

Quando queremos dar um toque de frescor e ainda retratar leveza e harmonia aos ambientes, as cores frias podem ser uma excelente opção.

São elas as responsáveis pelas sensações de limpeza, de suavidade e equilíbrio nos lares. Quem é que nunca olhou para o azul do céu na busca da paz e da serenidade, ou então se encantou com o verde das matas e das florestas?

Pois é, as cores frias podem relaxar e, ao mesmo tempo, produzir um efeito de calma e tranquilidade para uma vida melhor.

Fazem parte desse grupo os tons de azuis, verdes e violetas, responsáveis por criarem uma atmosfera mais calma e mais refrescante nas casas. Aos nos referirmos a esse grupo, somos levados as lembranças associadas à cor do céu, ao verde das folhas e das águas, aos tons de violeta encontrados nas uvas e nos elementos religiosos. Quando nos deparamos com as gôndolas de supermercado, também encontramos as mesmas cores empregadas nas embalagens de produtos de higiene e limpeza, pois sua função é dar a ideia de equilíbrio e purificação às casas.

Entre os grupos de cores sugeridas para as paredes da casa, as cores frias devem receber uma atenção extra, pois assim como podem produzir a sensação de paz quando bem empregadas, também podem gerar a depressão e a falta de entusiasmo. A escolha dos tons mais diluídos e o excesso do emprego dessas cores em um único ambiente denotam a frieza e a ausência de emoções, responsáveis pela falta de estímulo e vitalidade nos espaços.

Para se criar um efeito positivo é necessário escolher o tom para cada ambiente. As cores frias são as mais indicadas para os ambientes onde desejamos criar uma atmosfera mais suave e energizante como cozinhas, banheiros e lavanderias. A própria água é associada à esses tons, produzindo um efeito relaxante e acolhedor.

Segundo as técnicas para a harmonização de espaços, esse grupo é responsável por criar mais clareza e ordem nas casas, sendo a cor azul a mais fria entre todas as citadas.
De acordo com os chineses, o azul descreve a serenidade dos céus, mas também pode produzir a sensação de baixa autoestima e introspecção. Pode até ser utilizada em paredes, mas sua exposição não deve se estender por mais de três anos, período em que sua influência passa a criar o desconforto e a apatia em relação aos estímulos cotidianos.

O verde denota a sensação da vida, do frescor e da natureza. Seu emprego gera calma e atenção aos cuidados pessoais, já que é uma cor associada ao elemento Terra e aos benefícios produzidos pelo seu emprego nas casas. Seu uso já abrangeu a área da medicina, tornando-se uma cor fundamental no auxílio a recuperação de doenças e procedimentos cirúrgicos.

Já o violeta é a cor da transmutação de energias e muito ligada à espiritualidade. Seu uso é vasto no ocultismo e na religiosidade, sendo a cor púrpura a escolhida para as vestes dos cardeais da Igreja Católica, símbolo da fé e da dedicação ao espírito. Na cromoterapia também encontramos a cor lilás como sugestão para a cura da insônia e para a indução à uma boa noite de sono, mas deve ser utilizada somente através de luzes. Em paredes pode provocar a falta de vontade e motivação.

Nessa semana trouxe algumas dicas para o emprego desse grupo de cores nas casas, destacando seu uso incorreto e os efeitos criados na vida de seus habitantes. É importante destacar que sua maior influência será para a aplicação em paredes. Confira a seguir:

– Evite as cores frias em tons muito diluídos como os pastéis. Prefira destacar apenas algumas paredes com o emprego das cores em tons mais vibrantes. Sua presença deve fazer-se notar, evitando os tons que possam induzir a transparência nos ambientes. Ao pintar o quarto das crianças nesse tom, assegurasse de não estender sua exposição por um longo período. Para remediar, equilibre com cores quentes como o vermelho, laranja e amarelo. O azul turquesa, o verde musgo e o roxo são as mais indicadas para esse grupo de cores.

– Os tons de verde denotam a segurança e o bem estar, mas é importante evitar o excesso. Carregar os ambientes com essa cor pode gerar a possessão e o aumento do ciúmes. Para se trabalhar a reabilitação da saúde escolha as nuances mais suaves aplicadas em tecidos e decoração.

– Definitivamente lilás não é uma cor indicada para paredes. Em quartos de casal podem gerar a insatisfação com a relação e a perda do apetite sexual. Em quartos de crianças gera o “melindre” e o desequilíbrio emocional. Prefira o emprego das cores quentes para esses ambientes, caso contrário, suavize os efeitos combinando o lilás com tons de vermelho.

– A cor “gelo”, segundo o Feng Shui, deve ser evitada em paredes. Seu efeito gera depressão em graus mais profundos, além de induzir a tristeza e a solidão. Na escolha de um tom neutro para a casa, o branco é a sugestão mais indicada.

Uma excelente semana a todos,
Luz e Amor
Luiz Netto

Quartzo Branco E Cura

Um dos cristais mais utilizados pelo Feng Shui é o Quartzo Branco, de grande transparência e um elevado grau de dureza. Sim, ele é aquele utilizado na confecção de vasos, objetos decorativos e até joias. Sua beleza é inegável e seu brilho intenso e sedutor. Por ser um dos cristais que mais irradia luz, é o mais indicado para trabalhar as boas vibrações dentro da casa.

O cristal de Quartzo Branco não é raro de ser encontrado e pode se apresentar em diversas formas: límpido, leitoso, em forma de esfera, multifacetado, como drusas ou pontas. Seja qual for a sua formação, é capaz de irradiar mais luz e energia, alimentando os espaços como uma fonte inesgotável de vitalidade. Por esse poder é que se torna o grande responsável pela proteção, pois se o espaço está sujeito a perdas de energia, o cristal a repõe incessantemente, promovendo a paz e a harmonia nos lares.

Nessa semana apresento à vocês as principais formas encontradas do Quartzo Branco e como pode ser utilizado para gerar mais energias positivas em sua casa. Confira:

– Quanto mais puro, mais transparente será o cristal, portanto mais energia projetará. Em contato com o Sol, cria o efeito prisma dentro dos ambientes, filtrando as energias mais densas, mas a indicação é que seja utilizado somente em portas e janelas que recebem os raios matinais.

– Ao comprar um Quartzo Branco é importante promover uma limpeza energética antes de utilizá-lo, pois o mesmo assimila todas as vibrações ao seu redor. Para isso, coloque o cristal em água e sal fino da noite para o dia. Ao amanhecer, lave-o em água corrente e deposite-o em um recipiente somente com água. Coloque-o no Sol para energizar por duas horas. Essa limpeza pode ser repetida a cada três meses.

– As pontas de Quartzo Branco são ideais para mesas de trabalho e salas, já que irradiam uma grande espiral de energia nos ambientes. Em um recipiente de cristal ou vidro transparente com água, aumentam cinco vezes a irradiação de luz e conservam o ambiente limpo e protegido. A água pode ser trocada todos os dias.

– As esferas são centralizadoras de energia e absorvem mais as vibrações densas dos ambientes, portanto é necessário promover sua limpeza uma vez ao mês. Já as esferas multifacetadas, muito empregadas pelo Feng Shui, fazem as energias circularem em forma de espirais. São usadas para corrigirem a energia agressiva que permeia a casa quando as portas e janelas são alinhadas em linha reta. Penduradas no centro dos banheiros, fazem com que o ambiente pare de sugar as boas energias, preservando a saúde e o bem estar das pessoas.

– A drusa é uma formação retirada de uma caverna de cristais. Se apresenta com diversas pontas que também emanam muitas espirais de energia. Podem ser empregadas em um canto, dentro do box do banheiro, para purificarem a energia das pessoas durante o banho. Devem estar em um local seguro para evitarem acidentes, já que podem ser objetos cortantes.

– Uma esfera de Quartzo Branco, apoiada em uma drusa do mesmo cristal , pode ser uma fonte inesgotável de energia. Como a esfera é centralizadora de energia, todas as espirais emanadas pela drusa são condensadas pela bola de cristal. Resultado: a esfera cria uma enorme espiral energética capaz de circular todas as energias do ambiente. Ideal para salas e principalmente para pessoas que trabalham em um contato direto com outras pessoas como terapeutas, médicos, psicólogos e massagistas.

Uma excelente semana a todos,

Luz e Amor,

Luiz Netto

Ambientes Pequenos

Se você vive em uma casa ou apartamento pequeno, ou deseja harmonizar um lugar com pouco espaço, separei algumas dicas super práticas que vão fazer toda a diferença no seu ambiente!!!

Além de deixar visualmente agradável, também vai gerar um equilíbrio energético que pode te auxiliar a manter uma boa vibração e atrair coisas positivas para sua vida.

– A Primeira dica é utilizar as cores claras. Elas evitam deixar o ambiente carregado ou meio achatado, então proporciona mais claridade, e acompanhada de uma boa iluminação acabam ampliando o espaço.

– Outra dica é utilizar o mesmo piso na maioria dos cômodos possíveis, assim dá sensação de continuidade.

– Espaços pintados no mesmo tom, com cores mais claras e calmas, podem enganar os olhos, ao dar continuidade visual do chão até o teto, transmitindo a sensação de aumento de espaço.

– Cortinas que vão do teto ao chão aumentam a parede, e o uso de espelhos pode ampliar o local.

Espero que aproveitem as dicas!!!

Um Grande Beijo a todos,

Luz e Amor,

Luiz Netto

 

 

Banho Para Tranquilidade

No final de um dia extremamente cansativo nada melhor do que um banho para ajudar a relaxar e a acalmar os nervos acumulados. Mas você pode potencializar a energia do seu banho com maravilhosas ervas. Alecrim, lavanda, camomila, cidreira e casca de maracujá são ervas que agem contra a ansiedade e a aceleração mental.

Elas podem ser utilizadas no banho ou no chá, basta selecionar no máximo três dessas ervas e coloque-as em infusão para o chá ou num saquinho de pano, que vai ser colocado na banheira ou na base do chuveiro, assim os poros absorverão as propriedades benéficas das ervas.

Outra dica super importante é saber que os banhos com camomila não só nos auxiliam a aliviar o estresse, como também ajudam-nos a dormir melhor e são extremamente úteis para acalmar bebês agitados.

Ingredientes Para Banho Calmante

1 litro de água
1 maracujá partido com casca e caroços
1 colher de sopa de alecrim fresco
1 colher de sopa de camomila

Preparo

 –Coloque o maracujá na água e deixe ferver por 5 minutos. Antes de apagar o fogo, acrescente o alecrim e a camomila. Deixe em infusão por 15 minutos. Depois é só despejar o conteúdo na hora do banho.

Você também pode adoçar com mel e tomar uma colher de sopa três vezes ao dia ou sempre que se sentir ansioso.

Espero que aproveitem as dicas!

Um grande abraço a todos,

Luz e Amor

Luiz Netto

O Poder das Imagens

Quando entendemos que somos um reflexo do que vemos no externo podemos perceber como tudo o que nos rodeia exerce uma grande influência em nossas vidas. O ser humano é guiado por estímulos e tudo o que nos é apresentado surge como uma ideia, um conceito, uma sensação.

É interessante perceber como o Feng Shui pode nos trazer um ângulo diferente para observarmos como os espaços nos afetam, mas outras técnicas também podem apresentar novas formas de visão e compreensão sobre como somos influenciados em nosso dia a dia pelos ambientes que frequentamos.

Uma delas é a Publicidade e a Propaganda. Apesar das técnicas de harmonização utilizarem o conceito de que as cores, as formas e as imagens escolhidas para uma casa alimentam nossas mentes com sensações, a publicidade também usa essa forma de linguagem para nos influenciar. Isso se chama “Propaganda Subliminar”.

Se procurarmos na internet referências sobre o assunto encontraremos milhares de páginas citando grandes marcas que se utilizam dessa forma de comunicação como arma. Seu poder reside no fato de utilizar uma linguagem compreendida instantaneamente pelo nosso inconsciente, ou como também é conhecido, nosso grande arquivo.

O inconsciente é capaz de assimilar tudo o que passa por nossa visão e traduzir diretamente como uma sensação ou emoção. Quando entramos em contato com as imagens, mesmo que conscientes não consigamos perceber a intensão, nenhum detalhe foge da percepção do inconsciente.

Alguns acreditam que essa foi a grande estratégia que tornou uma marca de refrigerantes tão conhecida e importante até hoje. Quando o cinema foi criado a empresa havia inserido, ao longo de cada filme, seu logo com uma frase que, imperativamente, ordenava o consumo da bebida.

Quase ninguém prestava atenção no anúncio, que se apresentava pequeno e discreto no canto esquerdo da tela, mas nada passava batido perante a observação desse nosso grande arquivo. Como resultado as pessoas passavam a consumir o produto, minutos após o encerramento dos filmes.

Certa vez fui chamado por um cliente para analisar a casa de sua mãe. O caso era o seguinte: meu cliente havia se separado da esposa há pouco tempo e iria se mudar para um novo apartamento que ainda estava sendo construído. Como havia feito o projeto de seu escritório com grande êxito, fui contratado para harmonizar seu novo lar.

Antes do projeto se concretizar meu cliente expressou o desejo de oferecer também um projeto à sua mãe, pois não ficaria em um hotel durante a reforma, para fazer companhia à recém viúva. Quando visitei a casa em questão, encontrei uma senhora em idade avançada e com um quadro de depressão muito acentuado.

Notei que, ao abrir a porta de entrada, podia avistar um antigo sofá no modelo “namoradeira”, com um grande boneco de ventríloquo na forma de um palhaço. A figura parecia viva e, com certeza, não fui o único a me assustar com o objeto.

Ao adentrar melhor o espaço, pude perceber que o tema palhaço era geral: máscaras, objetos, bibelôs e milhares de imagens com essa referência faziam parte da decoração. Meu cliente já havia me alertado sobre o fato da compulsão da mãe por palhaços ter aumentado após a morte do marido, mas não imaginava que o exagero imperasse.

Minha primeira sugestão foi remover todas as imagens que traziam os palhaços com a boca para baixo, pois alimentavam ainda mais a sensação de tristeza e de falta de entusiasmo. O palhaço, apesar de criar a alegria, representa um ser melancólico e solitário, características que notavelmente eram presentes na vida daquela senhora.

Depois de analisar quase toda a casa algo me chamou muito a atenção. Um quadro posicionado ao lado da porta de entrada, perceptível somente ao sair da casa, ilustrava a imagem, com fundo negro, do rosto de um palhaço aos prantos que, com lágrimas nos olhos, avistava a imagem de sua tenda pegando fogo. O retrato impressionava e então pude constatar o principal elemento que nutria a mente com a ideia de fim.

Após um longo debate convenci a dupla a remover o quadro, trocando a imagem assustadora por fotografias da família em momentos felizes e o resultado foi quase imediato. Mãe e filho se abraçaram e perceberam que a vida ainda poderia proporcionar novas e positivas possibilidades!

Depois de alguns meses pude comprovar os efeitos da mudança de cenário, pois a mesma senhora depressiva e sem vontade havia rejuvenescido dez anos. Sua participação na escolha de toda a decoração para o apartamento de seu filho era ativa. Ao falar, com brilho nos olhos, sobre os planos para reformar sua casa e da longa viagem que faria pela Europa, percebi como o meio em que vivemos pode nos afetar e criar grandes mudanças em nossas vidas.

Ao escolher algo para emoldurar suas paredes reflita sobre as sensações que as imagens traduzem para o seu emocional. Essa será a forma mais sensata de analisar os efeitos das imagens e de criar um aspecto mais positivo para sua mente e sua vida.

Uma excelente semana a todos,
Luz e Amor
Luiz Netto

O Emprego Das Cores Quentes

Quando resolvemos empregar cores em um espaço, sempre surgem dúvidas quanto às tonalidades corretas ou até mesmo em relação às paredes que serão destacadas. Muitas vezes, levamos horas tentando buscar a cor ideal para refletir as emoções que desejamos, mas nem sempre nos sentimos seguros em relação às nossas escolhas. Ou nos guiamos pela preferência pessoal em certas tonalidades ou nos levamos por um senso comum que indica certo tipo de cor para cada cômodo, como o azul ou verde para banheiros, amarelo para salas e assim por diante.

Agora, se desejamos trazer mais cor para a casa e ainda trabalhar as boas vibrações nos espaços, o Feng Shui apresenta algumas sugestões.

Para se criar um efeito positivo é necessário escolher o grupo correto de cores e entender que cada cômodo traz uma relação direta com um aspecto de nossas vidas. As cores quentes, por exemplo, são as mais indicadas para os ambientes quando desejamos criar uma atmosfera mais confortante e acolhedora. Trazem a sensação de carinho, mais vitalidade, além de serem escolhas perfeitas para aqueles que querem trazer mais energia para seus lares. São elas o vermelho, o laranja, o amarelo e todas as suas matizes.

Segundo as técnicas para a harmonização de espaços, esse grupo é responsável por criar mais entusiasmo e alegria nas casas, sendo a cor vermelha a única destacada para a função de “curar” o problema de energias estagnadas. Segundo os chineses, o vermelho é a cor mais forte existente e, por esse motivo, nenhuma energia se tornaria parada na presença da cor. É claro que esse efeito também é cultural, pois se levarmos em conta a cor da bandeira e de seus templos, poderemos entender que a escolha não foi ao acaso. A cor vermelha tem uma importância muito grande para a China e por isso representa todo o poder da nação. Ainda de acordo com as tradições locais, a própria noiva chinesa se casa com tecidos vermelhos, como se projetasse mais paixão e energia para a relação, além de possuir a imagem de uma ave fênix e de um dragão bordados no traje, símbolo de igualdade entre o casal.

A cor laranja é empregada com o efeito de estimular a boa estima e ao mesmo tempo os sentidos. Também não é por acaso que a maior parte das carnes e dos congelados encontrados em gôndolas de supermercado são embalados nessa cor. De acordo com a psicologia, os tons alaranjados estimulam os cinco sentidos e fariam o papel de provocar a reação contrária à repulsa pelos alimentos que, sem o devido preparo, revelariam a sensação de algo morto ou sem vida.

O amarelo e os tons de dourado representam também a alegria e o metal mais precioso. É símbolo do bem estar, da prosperidade financeira e da comunicação. Muitas vezes utilizados com o intuito de estimular a mente e a criatividade, os tons amarelados produzem uma espécie de “injeção” de alto astral e vitalidade, sendo favoráveis aos ambientes de estudos e de criação.

Nessa semana, resolvi descrever os benefícios do uso das cores quentes e seu correto emprego de acordo com o Feng Shui, destacando também o emprego incorreto dessas cores na casa e seu reflexo no emocional e na vida de seus habitantes. É importante destacar que seu maior efeito será quando aplicadas em paredes. Acompanhe a seguir:

– Os cômodos mais indicados para o emprego desse grupo de cores são a sala, a sala de jantar, os quartos, os corredores e as escadas. Esses espaços estão relacionados com o prazer e o conforto. A sala está associada ao social, a sala de jantar, à família, os quartos, ao amor e os corredores e escadas, à forma como lidamos com metas e objetivos.

– Ao pensar em utilizar as cores quentes nas paredes, escolha os tons mais queimados ou diluídos. Evite aplicar os tons mais vibrantes, pois esses criam um aspecto muito intenso, provocando efeitos negativos aos moradores. O vermelho intenso pode aumentar a pressão sanguínea, trazer problemas cardíacos, gerar a ansiedade e a agitação. O excesso de laranja pode confundir os sentidos e gerar a dúvida ou a falta de direção. O amarelo mais vibrante pode provocar o medo e a dificuldade no raciocínio. Prefira utilizar os tons mais intensos nos ambientes externos, mesmo assim, aconselho a escolha dos tons menos vibrantes.

– Se o desejo for de utilizar os tons mais escuros, estes devem ser aplicados como um painel, ou seja, três paredes em um tom neutro como branco ou areia e uma parede em destaque. Se escolher o vermelho, utilize-o longe do campo de visão, preferindo aplicar a cor na parede onde está a cabeceira da cama no quarto ou atrás do sofá na sala. Se a escolha for pelos tons diluídos, estes podem ser empregados em todas as paredes. Os tons de amarelo suave podem predominar por toda a casa inspirando calor e segurança.

– Não utilize o excesso de vermelho nas cozinhas, pois pode gerar a impulsividade por comidas. Prefira os tons alaranjados, pois estes podem criar o hábito da boa seleção para o paladar e, ao mesmo tempo, ajudar com as dietas.

– Evite a cor salmão, pois é uma cor que, segundo a psicologia, gera conflitos e dificuldades para se relacionar amorosamente. Para os orientais a cor é vista como pouco auspiciosa, criando a violência física e verbal para os casais. Na decoração o uso da cor é liberada.

Uma excelente semana a todos,
Luz e Amor
Luiz Netto

Limpeza Com Sálvia

A palavra sálvia vem do latim ”salvea” que significa salvação. Os índios norte-americanos a reverenciam muito, pois acreditam que a fumaça da Sálvia Branca não serve apenas para purificação de corpo, mas também para ambientes e objetos pessoais.

Na forma de chá, purifica o organismo e renova o sistema gastrointestinal. É utilizada para a proteção, o equilíbrio e a purificação do corpo, mente e espírito, para afastar energias intrusas e maus espíritos, assim como para adquirir força, discernimento e sabedoria.

A sálvia em formato de charuto é utilizada para defumação do ambiente. Você pode utilizar  a fumaça do charuto para expelir as energias nocivas do ambiente, criando um campo de proteção em sua casa.

Acenda a ponta do charuto e espere que a fumaça fique  densa, comece a defumação do fundo da casa para frente, como se estivesse varrendo as energias para fora do ambiente. Se a casa possuir dois andares, comece no andar de cima e leve toda energia para o andar debaixo e depois para a porta da casa expulsando de vez as energias nocivas.

Espero que aproveitem essas dicas para melhorar a harmonia do seu lar!

Um grande beijo,

Luz e Amor,

Luiz Netto